Frei_Luís_de_Sousa_Filipe_Ferreira_25-crop.jpg
ElementoTempoAzul1

11 MAI  /  FREI LUÍS DE SOUSA | ENCENAÇÃO DE MIGUEL LOUREIRO

Como pode um encenador alemão fugir ao Fausto de Goethe, ou um francês ao Tartufo de Molière? Um encenador inglês consegue afirmar uma escrita cénica sem passar pelo Hamlet? Como pode um "homem de teatro” português desenvolver a sua poética de cena sem se ver confrontado com um momento-mor do que foi, e ainda é considerado um dos monumentos teatrais do romantismo e mesmo de todo o teatro escrito em Portugal?

Continuar a ler

abril 2019
D Sb
1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30

 

@ 2017 Todos os direitos reservados > TEMPO -Teatro Municipal de Portimão > Ficha técnica